terça-feira, 21 de agosto de 2018

Santo do dia 21/08, Santo Pio X

Blog Mitos, Orações e Crenças. 


São Pio X realizou reformas na liturgia, favoreceu a comunhão diária e a comunhão das crianças

Celebramos, hoje, um Papa que mereceu ser reconhecido por santo, embora na humildade típica das almas abençoadas, José Sarto respondia àqueles que o chamavam de santo: “Não santo, mas Sarto”.
Nascido em 1835 ao norte da Itália e de família muito simples e religiosa, o pequeno José, com muito esforço e sacrifício conseguiu – com o apoio dos pais – estudar e entrar para o Seminário. Com sua permanente autodefinição: “um pobre vigário da roça”, José Sarto percorreu com simplicidade o caminho que o Espírito Santo traçou da responsabilidade de vigário de uma pequena aldeia até o Papado.
Tomando o nome de Pio X, chamava a atenção pela modéstia e pobreza que o possibilitava à vivência da sua ideia-força: “Restaurar todas as coisas em Cristo”. São Pio X foi Papa de 1903 a 1914. Ocupado com a pastoral, São Pio X realizou reformas na liturgia, favoreceu a comunhão diária e a comunhão das crianças, sendo que no campo doutrinal rebateu por amor à Verdade o relativismo moderno.
Sorridente, pai e pastor, São Pio X entrou no Céu com 79 anos, deixando para a Igreja o seu testemunho de pobreza, pois conta-se o fato, tomou dinheiro emprestado para comprar as passagens de ida e volta rumo ao conclave que o teria escolhido Papa, pois não acreditava num erro do Espírito Santo.
São Pio X, rogai por nós!
Oração de São Pio X: Bendito sejais Deus, Senhor do céu e da terra, que nos destes a graça do papado e um tão grande intercessor como São Pio X. Concedei-nos, Senhor, pela intercessão de tão insigne santo, a graça da paz para toda a Igreja de Cristo e para todos os seus membros e fiéis. Por Cristo e Maria, amém.
Devoção: Restaurar todas as coisas em Cristo.
Padroeiro: Da vida secular
Outros Santos do dia: Basa, Teognio, Agapio e Pisto, Bonoso, e Maximiliano (Márts); Ciríaca, Donato e Rômulo (Márts); Euprério, Juliano e Leôncio (bispo); Luxúrio, Ciselo e Camerino (Márts); Natal, Paterno, Privado (bispo e Mártir); Senac e Teocleta.




https://youtu.be/25PtjruKz30

sábado, 18 de agosto de 2018

Excelente Final de Semana a todos os amigos.

Mitos, Orações e Crenças. 
Grata a todos por suas visitas. 

Santa Helena 18/08


Mitos, Orações e Crenças

Santa Helena 18/08

Mitos, Orações e Crenças



Flávia Júlia Helena nasceu em meados do século III na Ásia Menor. Era descendente de uma família pobre e se tornou uma bela jovem, inteligente e bondosa. Casou-se com Constantino, que seria imperador de Roma. Entretanto Constantino separou-se de Helena, deixando-a separada do filho por quatorze anos.
Com a morte do Pai, o filho de Helena, também chamado Constantino, mandou trazer sua mãe para a corte. Nesta época, Helena já era cristã e tratou de rezar pela conversão do filho.
Auxiliado pela sabedoria de Helena, o filho tornou-se o supremo Imperador de Roma, recebendo o nome de Constantino, o Grande. Para tanto, teve de vencer seu pior adversário, Maxêncio, na histórica batalha travada em 312 às portas de Roma. Inspirado pela oração de Helena e por um sonho, Constantino pintou cruzes nas bandeiras usadas na batalha e acabou alcançando a vitória.
Nesse mesmo dia, o imperador mandou cessar imediatamente toda e qualquer perseguição contra os cristãos, editou o famoso decreto de Milão de 313, onde concedeu liberdade de culto aos cristãos e deu à Helena o honroso título de "Augusta".
Helena passou a se dedicar na expansão da evangelização e crescimento do Cristianismo em todos os domínios romanos. Patrocinou a construção de igrejas católicas, de mosteiros e ajudou a organizar as obras de assistência aos pobres e doentes.
Apesar de idosa e cansada, foi em peregrinação para a Palestina visitar os lugares da Paixão de Cristo. Conta a tradição que Helena ajudou, em Jerusalém, o Bispo Macário a identificar a verdadeira Cruz de Jesus. Morreu no ano 330.

Colaboração: Padre Evaldo César de Souza, CSsR

Reflexão Santa Helena é a figura materna que se preocupou a vida toda com seu filho, mas não se descuidou do zelo apostólico para com os mais pobres. Soube conviver com a separação do marido e do filho e quando se encontrou cercada de belezas reais não deixou de lado o cuidado com os necessitados. Que Deus conceda aos corações maternos muita paciência e sabedoria.
Oração Ó Deus, que concedestes a Santa Helena, mãe de Constantino, Imperador de Roma, a graça da piedade cristã e das resolutas atividades em prol da Verdade Histórica da fé, dai-me também ser sempre fiel trabalhador pela causa do Evangelho. Por Cristo Nosso Senhor. Amém!

http://www.catolicoorante.com.br/santo_do_dia.php

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Nossa Senhora da Luz.

Mitos, Orações e Crenças.

Ó minha Mãe, Medianeira de todas as graças, na vossa luz veremos a Luz. Ó Mãe, antes ficar cego do que deixar de ver vossa luz, porque vê-la é viver. Na claridade dessa luz, veremos todas as luzes e sem a claridade dessa luz, nenhuma luz é luz.
      Eu não vou mais me preocupar com nada, a não ser o ter diante de mim essa luz. Nunca mais me esquecerei de que, em determinado momento, esta luz brilhou diante de meus olhos, e só vou sossegar no dia em que Nossa Senhora me dê a graça de que esta luz brilhe em todo o mundo.
      Eu não considerarei vida os momentos em que ela não brilhar, e eu, da vida, não quererei ter mais nada do que a mente banhada por essa luz. 
      Ó luz, que me visitasses e me abriste uma perspectiva das coisas diante da qual tudo é nada, porque só isso vale!
      Ó vós, graça! Eu vos seguirei custe o que custar: pelos vales, pelos montes, pelas ilhas, pelos desertos, pelas torturas, pelos abandonos, pelos olvidos, pelas perseguições, pelas tentações, pelos infortúnios, pela alegrias, pelas glórias; eu vos seguirei de tal maneira que mesmo no fastígio da glória não me incomodarei com a glória, porque só me incomodarei convosco. Eu Vos vi e até o Céu não quererei outra coisa, porque uma vez eu Vos vi!


https://www.fatima.org.br/oracao_a_nossa_senhora_da_luz

imagem: https://pt.picmix.com/pic/Nossa-Senhora-da-Luz-7918210

SANTO DO DIA 17 DE AGOSTO

                             Mitos, Orações e Crenças.

Batizado com o nome de Jacó, ele nasceu em 1183, na antiga Kramien, hoje Cracóvia, na Polônia. Desde cedo aprendeu a bondade e a caridade, despertando assim sua vocação religiosa. Numa viagem para Roma conheceu Domingos de Gusmão e ingressou na Ordem dos Pregadores de São Domingos.
Depois de um breve noviciado ele tomou o nome de frei Jacinto. Na ocasião foi o próprio São Domingos que o enviou de volta à sua pátria. Assim iniciou sua missão de grande pregador. Jacinto fundou em Cracóvia um mosteiro da Ordem de São Domingos.
Jacinto foi um incansável pregador da Palavra de Cristo e um dos mais pródigos colaboradores do estabelecimento da igreja nas regiões tão distantes de Roma. Foram quarenta anos de intensa vida missionária.
No ano dia 15 de agosto 1257, ele morreu no mosteiro de Cravóvia, aos setenta e dois anos de idade.
Reflexão:
A missão dos apóstolos de Jesus é estendida a muitos homens e mulheres no caminhar da história. Cada região e cultura recebeu a graça do evangelho a partir de pessoas carismásticas que souberam traduzir para a vida a mensagem de Jesus. Que Deus nos inspire ao apostolado e ao trabalho com os mais abandonados.
Oração:
Concedei-nos, Senhor, a proteção para nossos dias, e dai-nos o fervor apostólico como o de Vosso servo, São Jacinto, introdutor da Ordem Dominicana na Polônia. Por Jesus, o Cristo de Deus, amém.

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Maria Lopes e Artes


Sala Leila Diniz recebe harpista francesa

Claire Le Fur fará apresentação gratuita no dia 2 de maio 
             No dia 2 de maio, às 18h30, a Sala de Cultura Leila Diniz vai abrir as portas para a francesa Claire Le Fur. A artista atua como harpista clássica em numerosos concertos, recitais e música de câmara em diversos países. Promovido pelo Conservatório de Música de Niterói, o evento é gratuito.
            Claire Le Fur desenvolveu seu trabalho como harpista na Ècole Normale de Musique de Paris. Em 1983, ela recebeu o grau máximo em Harpa, com distinção e unanimidade do júri. Um ano depois, foi agraciada com o grau máximo de concertista em Música de Câmara. Presidente da Association Glissando e professora de harpa no Conservatório de Música, Dança e Arte Dramática (CRC) de Saint-Raphaël, na França, a artista gosta de mesclar o instrumento com diferentes áreas artísticas, como cinema, teatro, poesia e arte floral, com apresentações em lugares naturais e, por vezes, excepcionais.
Serviço:
Local: Sala de Cultura Leila Diniz
Endereço: Rua Professor Heitor Carrinho 81, Centro de Niterói.
Dia: 02/05/2018
Horário: 18h30
Entrada Franca
 



Área de anexos

Mitos, Orações e Crenças

Mitos, Orações e Crenças

Dia 30 de Abril

São José Bento Cottolengo

História: São José Bento Cottolengo ingressou no Seminário de Turim aos 17 anos de idade e aos 25 anos foi ordenado sacerdote.
Fundou a Pequena Casa da Divina Providência e as Damas da Caridade ou Cottolenguinas, (vicentinas), cuja finalidade é o serviço aos pequeninos, aos deficientes, aos doentes.
Dizia a respeito da “Pequena Casa da Divina Providência”: Chama-se “Pequena Casa” porque, em comparação com o universo, que é igualmente Casa da Divina Providência, é, com toda certeza, bem pequena.
A confiança em Deus que a tudo provê lhe era tão grande que jamais o Senhor Deus lhe faltou nas horas difíceis e de necessidade. Certa vez nosso querido santo afirmou: “Quando chegar a hora do almoço, a Providência não se esquecerá de que os pobres têm que almoçar”.
São José Cottolengo tinha como lema “caridade e confiança”: fazer todo o bem possível e confiar sempre em Deus. Foi canonizado por Pio XI, em 1934.
Oração de São José Benedito Cottolengo: Deus, nosso Pai, São José Bento Cottolengo fez-se pobre entre os pobres. E, confiante na Divina Providência, não se apoiava na sua suficiência pessoal ou na segurança material. Com fé inabalável entregou-se de corpo e alma à tarefa de mudar a situação dos desvalidos, dos enfermos e necessitados. Pela fé, operastes mediante São José Cottolengo coisas maravilhosas, e a sua obra permanece até hoje espalhada em todo mundo, como sinal e testemunho vivo de que vós, Senhor, sois um Deus fiel. Senhor, também nós, segundo a missão que a nós confiastes nesta terra, partilhemos a sorte de nossos irmãos necessitados e jamais lhe neguemos a nossa ajuda. É por meio de nós, vossos filhos, que agis no mundo e manifestais o vosso amor no meio dos homens.
Devoção: À caridade e à confiança em Deus
Padroeiro: Dos desanimados
Outros Santos do dia: São Pio V (Miguel Ghisleri, Papa); Eitrópio(bispo); Amador, Afrodísio, Lourenço (presbs); Lupino, Sabino (confes); Sofia; Máximo, Perdo, Luís (mártires); Donato, Erconvaldo, Pulcrônio, Quirino, Sílvio, Cirilo (bispos); Genesto (monge).

segunda-feira, 26 de março de 2018

Oração de Santa Sara Kali para prosperidade

                        Oração de Santa Sara Kali para prosperidade 



 Santa Sara Kali, rainha dos ciganos, poderosa e bondosa mãe cigana, ouve minha prece, tenho necessidades materiais, tenho uma vida no mundo da matéria, preciso de ajuda minha santa! 
Ajuda-me com seu poder mágico, abre meus caminhos para prosperidade,
oh amada rainha cigana! Eu te louvo oh Santa Sara Kali, e te louvarei sempre, até o último dos meus dias! 
Povo cigano do mundo espiritual,  ajuda-me nas minhas necessidades( falar a necessidade).
Bendito seja o nome de Santa Sara Kali a rainha dos ciganos, 
Amém, Amém, Amém

Mitos, Orações e Crenças;

            26 de Março é dedicado a São Ludgero.
Ludgero nasceu no ano 742 em Zuilen, Friesland, atual Holanda, e foi um dos grandes evangelizadores do seu tempo. Era descendente de família nobre e, dedicado aos estudos religiosos desde pequeno. Ordenou-se sacerdote em 777, em Colônia, na Alemanha. Seu trabalho de apóstolo teve início em sua terra natal, pois começou a trabalhar justamente nas regiões pagãs da Holanda, Suécia, Dinamarca, ponto alto da missão de São Bonifácio, que teve como discípulos São Gregório e Alcuíno de York, dos quais foi seguidor também Ludgero.

Mais tarde, foi chamado pelo imperador Carlos Magno para evangelizar as terras que dominava. Entretanto, este empregava métodos de conversão junto aos povos conquistados, não condizentes com os princípios do cristianismo. Logo de início, por exemplo, obrigava os soldados vencidos a se converterem pela força, sob pena de serem condenados à morte se não se batizassem.

Como conseqüência dessa atitude autoritária estourou a revolta de Widukindo e Ludgero teve que fugir, seguindo para Roma. Depois foi para Montecassino, onde aprimorou seus estudos sobre o catolicismo e vestiu o hábito de monge, sem contudo emitir os votos.

A revolta de Widukindo foi a muito custo dominada em 784 e o próprio Carlos Magno foi a Montecassino pedir que Ludgero retornasse para seu trabalho evangelizador, que então produziu muitos frutos. Pregou o evangelho na Saxônia e em Vestfália. Carlos Magno ofereceu-lhe o bispado de Treves, mas ele recusou. Ludgero emitiu os votos tomando o hábito definitivo de monge e fundou um mosteiro, ao redor do qual cresceu a cidade de Muester , cujo significado, literalmente, é mosteiro, e da qual foi eleito o primeiro bispo.

Ludgero não parou mais, fundou várias igrejas e escolas, criou novas paróquias e as entregou aos sacerdotes que ele mesmo formara. Ainda encontrou tempo para retomar a evangelização na Frísia, realizando o seu sonho de contribuir para a conversão de sua pátria, a Holanda, e fundar outro mosteiro, este beneditino, em Werden, antes de morrer, que ocorreu no dia 26 de março de 809.

O corpo de Ludgero foi sepultado na capela do mosteiro de Werden. Os fiéis tornaram o local mais uma meta de peregrinação pedindo a sua intercessão para muitas graças e milagres, que passaram a ocorrer em abundância. O culto à São Ludgero, que ocorre neste dia é muito intenso especialmente na Holanda, Suécia, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Itália, países cujo solo pisou durante seu ministério.
Fonte do site Paulinas