quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Sou filha da lua, sou filha do sol e irmã das estrelas.




Sou filha da lua,irmã das estrelas. 






 
 
 
 
 


Aquela que vê a essência além, muito além destas cascas. 

Sou razão e demência. 

Sou milhões de cores e sombras, milhões de silêncios e canções. 

A fênix que todos os dias mais forte renasce. 

Este é meu mundo de sonhos e alegrias, de tristezas e acasos.

Me visto de estrelas, me visto de sol!

Pedaços de Luas e pedaços de Sol.

Obs: imagem extraída: Débora Piovesan

Um comentário:

  1. Oi,Maria. Fico muito feliz que tenha gostado do meu poema. Você só esqueceu de atribuir a autoria. Gostaria que você fizesse isso. Obrigada.

    https://www.blogger.com/profile/02519750738250924602
    http://mirezblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por sua presença neste Blog.
Maria Lopes.