quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Nossa Senhora do Fogo - Padroeira de Forlí (Itália)


Na belíssima Catedral de Forlí, Itália, se venera a padroeira da cidade: "Nossa Senhora do Fogo". Trata-se de uma devoção muito antiga, cuja origem do culto se encontra gravada de maneira inesquecível na história da cidade, da Igreja e da arte italiana. A imagem da padroeira é a xilografia italiana mais antiga, datada até hoje. Mas para os católicos o seu valor é outro e inestimável: é um sinal da Divina Providência, deixado para a Humanidade. 



Segundo os relatos, na noite de 04 de fevereiro de 1428, ocorreu um violento incêndio na escola pública dirigida por mestre Lombardino de Riopedroso. O fogo consumia todas as coisas que tinha pela frente, enquanto a população apavorada tentava limitar sua ação e salvar o que era possível. As crônicas dizem que o incêndio durou mais que um dia, mas as chamas, infelizmente, destruíram todo o edifício. 

O prodígio foi constatado durante a operação de rescaldo, quando surgiu intacta entre os escombros enegrecidos, apenas parte de uma parede onde estava uma pequena xilografia de papel, colado em madeira, com a reprodução da imagem de Nossa Senhora com o Menino Jesus. Todos ficaram atônitos e maravilhados diante do fato tão surpreendente. 

De fato, mestre Lombardino sempre desejou transmitir aos alunos sua grande devoção por Maria, Mãe de Deus. Ele havia levado para a escola aquela pequena imagem para diante dela rezar todos os dias. Por isto, naquele instante a população passou a gritar pelo milagre de Nossa Senhora do Fogo. 

Não demorou uma multidão se aglomerou diante das ruínas da escola, para ver a imagem milagrosa. Naquela época o governador era ligado à Santa Sé, quando lhe transmitiram a notícia ele foi pessoalmente verificar os fatos. Depois, sensibilizado, seguiu o sentimento do povo: determinou que a imagem fosse transportada em solene procissão para a capela de São Bartolomeu, na Catedral da cidade.

A devoção à Nossa Senhora do Fogo se tornou popular e aumentou tanto que acabou eleita a eterna padroeira da cidade. Em 1636 a milagrosa imagem foi trasladada para a capela construída do lado esquerdo da Catedral, especialmente projetada para sua veneração.

A celebração de 04 de fevereiro é muito festejada em toda região, por seus habitantes e devotos. Talvez, a padroeira não tenha sido homenageada apenas uma vez, em 1797, quando as tropas napoleônicas estavam em Forlí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua presença neste Blog.
Maria Lopes.