sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Santa Edwiges



Nascida no período Medieval, em 1174, Edwiges - morreu em 1243, e foi canonizada em 1267-, foi uma mulher que marcou o seu tempo. De família nobre, rica, assistiu desde tenra idade, a miséria a tomar formas diferentes nas pessoas que conhecia, convivia e amava. Assistindo a dor e a miséria humana, Edwiges, dona de um coração privilegiado para a época, e uma das mulheres que mais sentiram - e demonstraram -como ninguém, a caridade e a compaixão, pagava as dívidas dos presidiários com o dinheiro de seu dote, a quantia que foi dada em época de seu casamento o seu marido que não quis usá-la e deixou a inteiro dispor de sua esposa, ajudando-os a reiniciarem suas vidas. Depois de perder dois de seus filhos precocemente e, por último, seu marido , Edwiges retirou-se para o convento de Trébnitz e ali viveu, em jejum e oração até sua morte, aos 69 anos de idade. Sua fé foi motivo de muitos pedidos dos que viveram próximos a ela, depois de sua morte e, com vários milagres comprovados, a igreja Católica a declarou santa em 1267, 24 anos após a sua morte. Até hoje, seu corpo é venerado no Convento de Trébnitz, na Polônia, e exitem igrejas no mundo inteiro dedicadas à santa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua presença neste Blog.
Maria Lopes.